• Botão para formulário
  • Botão para acessar Boa Vista SCPC
Botão para acessar Boa Vista SCPC Botão para formulário

Palavra do Presidente | Maio

MÃE, MULHER E EMPREENDEDORA!

No segundo domingo do mês de Maio, comemoramos o "Dia das Mães"!

Neste mês, queremos homenagear as mulheres empreendedoras e as mães empreendedoras de nossa cidade.

Como se sabe, desde os primórdios da civilização, as funções das mulheres eram cuidar da casa, servir ao marido e procriar. As mulheres, dentre outras coisas, não tinham direito ao voto e as casadas só poderiam trabalhar com a autorização dos maridos.

No decorrer dos tempos, estas condições foram, aos poucos, se modificando. As mulheres ganharam o direito ao voto e, a partir de 1962, as casadas não precisaram ter a autorização dos maridos para trabalharem fora de casa, além de outras conquistas.

Poder trabalhar sem precisar da autorização marital, foi uma das maiores conquistas das mulheres. 
A partir de então, mesmo de forma morosa, as mulheres estão conseguindo alcançar postos de destaques nas grandes empresas, mesmo ganhando menos em relação aos homens que desempenham as mesmas funções.

Em Osvaldo Cruz, muitas mulheres, solteiras ou casadas, estão assumindo o papel de protagonistas nas áreas do comércio, da indústria e na de prestação de serviços, mesmo com todas as dificuldades. As casadas, com o objetivo de ajudarem no orçamento familiar ou para realizarem o sonho de serem donas de um negócio, se lançam numa área em que a presença do homem é muito grande e estão se sobressaindo. 

Com referência às mulheres casadas empreendedoras, estas têm que se desdobrarem, pois, além da atividade empresarial, têm que conciliarem tal atividade com os serviços da casa e dos cuidados para com os filhos.

Em homenagem a todas as mães, segue o texto abaixo:

FLORES, PAISAGENS E… MÃOS

Em sua primeira exposição, um jovem pintor encanta a todos com belíssimos quadros de flores e paisagens. No entanto, entre seus quadros há um em que ele retrata as mãos calejadas de um trabalhador.

Alguém percebe que este quadro não traz o preço, e o artista lhe explica:

– Desculpe senhor, este quadro não está à venda, por isso não tem etiqueta de preço. É da minha coleção particular.

– É um belo quadro, diz o homem, no entanto, um pouco deslocado entre os demais, você não acha?

– Sim, é verdade! Mas, ele sempre estará em todas as exposições que eu vier a fazer em minha vida, pois, minha arte eu devo a estas mãos.

– E de quem são estas mãos?

– São as mãos de minha mãe, que trabalhou duro toda a sua vida, para que eu pudesse estudar e aperfeiçoar a minha arte.

(Autor desconhecido)

Parabéns às mulheres e mães empreendedoras de Osvaldo Cruz!

Juntos somos mais fortes!

 

Leandro Antoniazzi
Presidente da ACEOC