• Botão para formulário
  • Botão para acessar Boa Vista SCPC
Botão para acessar Boa Vista SCPC Botão para formulário
01/11/2021

Projeto Hórus completa 3 anos em Osvaldo Cruz

O Projeto Hórus, iniciativa da ACEOC – Associação Comercial e Empresarial de Osvaldo Cruz, com o apoio das Polícias Civil e Militar, Ministério Público e Poder Judiciário, completou 3 anos de existência.

Criado para monitorar por meio da instalação de câmeras, pontos centrais do comércio local, atualmente conta com 35 pontos, com duas câmeras em cada ponto.

“Em uma reunião da Diretoria, ainda na Gestão do ex-Presidente José Aparecido Bonilha, tomamos a iniciativa de instalar alguns pontos de monitoramento por câmeras no comércio. Esse era o embrião do Projeto Hórus, há oito anos. Iniciamos com 3 pontos e 6 câmeras. Esse sistema começou a dar resultados, auxiliando as autoridades policiais em algumas ocorrências e isso chamou a atenção do Poder Judiciário e Ministério Público. Três anos atrás eles nos chamaram, juntamente com os representantes das Polícias Civil e Militar e na união de todos nós, nascia o Projeto Hórus”, destacou o Gerente da ACEOC, João Lino.

Para o Delegado de Polícia Civil, Dr. Marcelo Marques Lemes, “A essência da Polícia Civil é a investigação, e nesse aspecto o Projeto Hórus é de fundamental importância. A segurança e o bem estar dos cidadãos é um objetivo comum de todas as instituições empenhadas nesse projeto”, destacou. Lemes finalizou afirmando: “Que ele (Projeto Hórus), cresça a cada dia e que nos possibilite auxiliar no esclarecimento dos fatos e responsabilização dos autores”.

O Comandante da Polícia Militar em Osvaldo Cruz, Capitão Alexandre Kihara de Campos, em nota, afirmou que “Primordial foi a parceria firmada, sem ela este projeto não estaria em pleno funcionamento. A Polícia Militar faz votos de prosperidade e continuidade deste importante projeto”.

Lucas Ricardo Guimarães, Juiz Substituto do Tribunal de Justiça de São Paulo, que atualmente está em exercício cumulativo na 2ª Vara de Osvaldo Cruz, destacou que a união foi fundamental para o êxito destes três anos de Projeto Hórus: “A solução começa pela consciência de que todos temos direitos e deveres fundamentais, bem como a atuação conjunta, com cada qual exercendo sua função, em uma luta diária. A parceria firmada entre ACEOC, Polícias Civil e Militar, Ministério Público e Poder Judiciário é um belo exemplo de que, quando diversas forças se unem para alcançar um objetivo comum, bons resultados são obtidos” destacou o Magistrado.

O Projeto Hórus conta atualmente com 35 pontos de monitoramento, com 70 câmeras instaladas. Cláudio Grandis, técnico responsável pelo Projeto Hórus, destaca que, com a evolução da tecnologia, o Projeto ganhou agilidade: “Com o avanço da tecnologia, conseguimos uma agilidade muito maior. Não ficamos mais limitados apenas à área central. Agora, temos diversos pontos além do centro. É um trabalho que requer constante manutenção, e pelo menos uma vez por semana, nós verificamos todos os 35 pontos e as 70 câmeras. Fica aqui meu agradecimento ao Henrique, eletricista que nos auxilia também nesse trabalho de manutenção”, destacou Grandis.

Para o Juiz Lucas Guimarães, o Projeto Hórus merece ser reconhecido como uma ação de cidadania: “Um projeto que parece simples, mas que, com a seriedade do trabalho desenvolvido pelas Polícias Civil e Militar, Ministério Público, Poder Judiciário e ACEOC, produziu reconhecidos resultados, sendo a amostra de que, com seriedade e dedicação, pode-se obter melhorias para toda a sociedade. Que venham mais três, cinco ou dez anos e novos projetos!”, finalizou.